Voltar

Ingredientes

Immortelle

A immortelle é uma flor que mesmo depois de colhida, nunca murcha. O seu nome em Latim, Helichrysum, significa "sol de ouro", à imagem das suas magníficas flores douradas. Para os Corsos, esta é uma flor emblemática da vegetação selvagem, com um perfume inebriante. A Córsega tem o seu jardim: a Balagne. É à beira dos seus caminhos arenosos que a L'OCCITANE descobriu, em 2001, esta planta extraordinária que cresce no estado selvagem. A immortelle tem propriedades medicinais conhecidas nas tradições mediterrânicas, entre as quais: anti-equimose, anti-inflamatórias (mais poderosa que a arnica), cicatrizante.

Rastreabilidade

 Desde a descoberta das propriedades formidáveis da immortelle, a sua colheita selvagem aumentou. Quando esta é praticada segundo métodos sustentáveis, permite recuperar a vegetação e é uma forma indirecta de luta contra os incêndios. No entanto, não permite assegurar um suprimento duradouro devido aos volumes colhidos. É por esta razão que a L'OCCITANE lançou desde 2004 um programa de plantação de 50 hectares de Immortelle na Córsega, respeitando os métodos da agricultura biológica. 

Desde 2011, 6 agricultores/destiladores cultivam e destilam immortelle biológica na Balagne e Plaine Orientale. A qualidade e a rastreabilidade são garantidas desde a colheita até à destilação. Todos estes parceiros estão comprometidos com a L'OCCITANE a longo prazo. 

Stephan Francisci, foi o primeiro a envolver-se nesta aventura inédita. Entre Bastia e Porto-Vecchio, ele cultiva hoje 10 hectares para a L'OCCITANE. "A cada flor cultivada, é poupada uma flor selvagem na charneca." 
Pascale Chérubin, que vive em Ghisonaccia, é professora de agronomia e tem 5 hectares de cultura. "Para mim é uma boa aposta. Sempre tive a sensação de que toda a Córsega está concentrada na immortelle, com o seu aroma condimentado."

Sabia que?


• As flores são colhidas de manhã e destiladas na mesma noite por forma a poder extrair-se todos os seus princípios. 
• 1 hectar representa cerca de 4 toneladas de flores, ou seja, 8kg de óleo essencial.

Eficácia patenteada

A L'OCCITANE registou 4 patentes que certificam a inovação e a admirável eficácia dos cuidados do rosto à base de immortelle da Córsega.

• Patente 1: Anti-envelhecimento com o Creme Precioso. Efeito resplandecente (multiplicação da produção de colagénio), suavizante (aumento da microcirculação cutânea) e tonificante (proteção da pele contra os radicais livres). 
• Patente 2: Anti-envelhecimento de noite com Creme Muito Precioso. Patente 1 posteriormente melhorada com uma acção reparadora e anti-manchas. 
• Patente 3: Anti-envelhecimento geral e rejuvenescimento celular com os cuidados Divino. Estimulação da produção de SIRT-1 pelos fibroblastos. 
• Patente 4: Sinergia entre os novos extractos das células de immortelle e o óleo essencial de immortelle com o novo Creme Precioso. A pele fica mais flexível e firme, as células profundas são exfoliadas de maneira natural.

Murta

Símbolo da vida, a murta pode viver até aos 300 anos e tem a capacidade de renascer, mesmo depois de um incêndio.
É na Ilha de Beauté que destilamos a murta selvagem para obtermos a Eau d’Ange (destilado de flores e frutos).
Esta água aromática, apreciada pelas mulheres corsas para aumentar a sua beleza, revela uma doçura extrema, como se um anjo tivesse, com o seu sopro, acariciado a pele finamente perfumada.  

Rastreabilidade

O abastecimento de murta da L'OCCITANE faz-se nas destilarias da Córsega.   A murta cresce em estado selvagem na Córsega.  
A sua colheita tem início em agosto e termina em outubro.
São os rebentos verdes que são destilados para se obter o óleo essencial, por um lado, e, por outro, a água floral chamada Eau d’Ange.  
Quanto às bagas de murta, elas são utilizadas na produção do famoso licor. 

Eficácia

Uma aliança divina, a murta e a immortelle.  Graças às fabulosas propriedades de longevidade da murta, a L'OCCITANE criou uma nova gama de cuidados premium associada à immortelle, para as mulheres mais exigentes.
 A L'OCCITANE testou a eficácia do seu óleo essencial através de um teste in vitro numa cultura de fibroblastos envelhecidos e demonstrou a sua capacidade para estimular a produção da proteína de longevidade (SIRT-1): + 26%

Karité

A árvore de karité harmoniza majestosamente a paisagem burquinense. Nesta região, sopra um vento bastante quente, o Harmattan, que transporta partículas ínfimas de poeira e de areia, que secam bastante a pele. As mulheres e as crianças protegem-na aplicando uma camada generosa de manteiga de karité. É assim que a sua pele mantém a beleza, a flexibilidade e a elasticidade durante muito tempo. São as mulheres que, organizadas em grupos, colhem de forma artesanal, os frutos desta árvore sagrada. Elas extraem das suas nozes secas e trituradas uma pasta que misturam durante muito tempo para obter a famosa manteiga, reconhecida como um produto de beleza universal e insubstituível. DESCUBRA OS NOSSOS CUIDADOS DE KARITÉ >

Rastreabilidade

Graças ao sucesso incrível da nossa gama karité, estas mulheres, que eram apenas algumas dezenas há 20 anos, são hoje mais de 15 000 a trabalhar para produzir manteiga de karité para a L'OCCITANE», Olivier Baussan, fundador da L'OCCITANE.
Desde o início dos anos 80, a L'OCCITANE lançou um programa de co-desenvolvimento com as mulheres do Burquina Faso.

Sabia que?

Este intercâmbio é muito mais do que uma simples transação comercial. A L'OCCITANE valoriza o trabalho das mulheres, comprando-lhes diretamente a manteiga fabricada localmente. Elas são remuneradas a um preço justo, que cobre os custos de produção, incluindo os custos ambientais e sociais, deixando uma margem para o investimento. Pré-financiamos a colheita, em cerca de 80%, e ajudamos os grupos de mulheres com a produção, a exportação e a procura de novas oportunidades. Desde 2003, compramos manteiga biológica, o que é mais compensador para as produtoras.

Fundação L'OCCITANE

Criada em 2006, a Fundação L'OCCITANE atua em prol da emancipação económica das mulheres através da criação de centros de alfabetização, do acesso ao microcrédito ou ainda da gestão de cuidados e de medicamentos. Em 2009, procurámos profissionalizar o setor na base da certificação «Comércio Justo».

ECOCERT

O organismo europeu de controlo ECOCERT SA desenvolveu um protocolo* chamado ESR, «Equitativo, Solidário e Responsável», que se resume em 4 pontos principais:

• Responsabilidade social
• Solidariedade económica
• Responsabilidade ambiental
• Transparência na informação e no respeito pelo consumidor
*Referência disponível no site www.ecocert.com

Deste modo, graças à certificação ESR, os grupos de mulheres podem a partir de agora valorizar uma marca junto de clientes internacionais e emancipar-se de forma sustentável.
A L'OCCITANE faz igualmente parte do programa de aprendizagem industrial no qual damos formação um(a) burquinês(a) nos nossos saberes na sede em Manosque.
Este ano, atingimos finalmente o número recorde de encomendas de mais 500 toneladas de manteiga de karité.

Eficácia

Integrada nas fórmulas da L'OCCITANE, a manteiga de karité é um bálsamo de beleza ideal para as peles secas ou muito secas. Restaura a película hidrolipídica para uma pele mais suave, mais flexível e mais confortável.

Amêndoa

Na Provença, o florir das amendoeiras ocorre entre fevereiro e março e é dos mais precoces do ano. 
 Os campos cobrem-se de flores cor-de-rosa e brancas e oferecem um espetáculo bastante emocionante.   
Até ao início do século passado, a amendoeira era um símbolo forte da paisagem provençal. Mas a partir dos anos 1930, ameaçada por novas culturas mais rentáveis e pela mecanização da agricultura, a amendoeira tornou-se rara na Provença. 
A L'OCCITANE deseja que esta árvore emblemática reencontre o lugar que merece na paisagem provençal e, como tal, abastece-se junto dos produtores locais de amêndoa.

Rastreabilidade

Utilizando nas suas fórmulas amêndoas cultivadas no sul de França, a L'OCCITANE incentiva o setor e as famílias que nele trabalham, como a exploração da família do Senhor Jaubert, produtor de amêndoa no planalto de Valensole nos Alpes da Alta Provença.
Senhor Jaubert: «Plantei até hoje 10 000 amendoeiras. É o meu contributo para o bem do planeta. As árvores ensinam-nos a sabedoria e o respeito. Se cuidarmos delas, as árvores retribuem na mesma moeda e dão um bom rendimento.» 

Sabia que?

Com as suas raízes profundas e a fraca evaporação da sua folhagem, a amendoeira está perfeitamente protegida da seca.
Adaptada à nossa região, ela oferece rendimentos importantes.

A L'OCCITANE desenvolveu um complexo exclusivo à base de proteínas de amêndoa para refirmar e suavizar o corpo. Contém não só proteínas de amêndoa (suavizantes), de silício (refirmante) mas também óleos essenciais de immortelle, palmarosa e hortelã-pimenta (tonificantes).  
A estimulação de libertação de gorduras multiplica-se por 7 (teste in vitro).

Verdon

Em 2010, para a sua nova gama para homem, a L'OCCITANE inspira-se pela primeira vez num vale extraordinário, rico numa natureza rara e preservada de mais de 2 200 espécies vegetais: o vale do Verdon.  
Local incontornável da Alta Provença, a ribeira do Verdon criou um meio natural de exceção, oferecendo um cenário único para as atividades ao ar livre.
Espinheiro-marinho, genepi, menta e água de nascente foram combinadas em fórmulas ultra-frescas, dando ao homem a sensação tonificante dos desportos náuticos.

Rastreabilidade

 “Para mim, era fundamental respeitar a pureza e a autenticidade da planta, cultivando-a de forma biológica!”, Eric François, produtor de genepi em Vars, nos Altos-Alpes.   
Para esta gama, a L’OCCITANE alia três ingredientes biológicos oriundos da Alta Provença:
• A hortelã-pimenta provém de uma cultura biológica iniciada em 2011 no Verdon, em Allemagne-en-Provence, por Christian Gaudemard
• O espinheiro-marítimo é colhido no vale do Drac, onde o Senhor e da Senhora Reynier são produtores da planta e de sumo de espinheiro-marinho há 30 anos 
• O genepi é cultivado por Eric François, um apaixonado por plantas que se instalou em Vars, a mais de 2000 metros de altitude.

Sabia que?

A nova gama Verdon foi concebida com o protocolo RSE (Responsabilidade Social e Ambiental) da L'OCCITANE.

• Frascos de plástico e vidro fabricados a partir de garrafas 100% recicladas (sem estojo).
• Tampas e pulverizadores removíveis para serem separados dos frascos para reciclagem.
• Rótulos do mesmo material dos frascos (PET) para que não afetem o processo de reciclagem.

Eficácia patenteada

A L'OCCITANE desenvolveu um complexo patenteado de ativos que trabalham em sinergia. Ingredientes biológicos da Alta Provença respondem às necessidades especificas das peles masculinas.

• Refrescante: A água do espinheiro-marinho dá uma sensação de conforto intenso e duradouro.
• Energético: O óleo de espinheiro-marinho provoca um efeito de "excitação" e dá um aspeto saudável. 
• Protetor: O extrato de genepi torna a pele mais forte face às agressões externas para preservar a sua juventude. 
• Purificador: Associado ao zinco, o óleo essencial de hortelã-pimenta deixa a pele mate e perfeitamente limpa.

Cade

O zimbro selvagem, que na Provença se chama «cade», cresce naturalmente na vegetação.
Os pastores, que detinham o segredo da destilação da madeira de zimbro, utilizavam o seu precioso óleo para proteger a face e as mãos do vento e do sol.
Cortavam os ramos de zimbro e colocavam-nos sobre uma fogueira que fazia exsudar da madeira um óleo espesso com propriedades protetoras e tonificantes, igualmente empregue para cuidar da pele dos animais.
Esta destilação acompanhava tradicionalmente a prática da criação de carneiros e de cabras. 

Rastreabilidade

A L'OCCITANE escolheu um zimbro proveniente de numerosas zonas de colheitas dos Alpes da Alta Provença, perto da aldeia de Le Chaffaut.
Os troncos são transformados em aparas e depois destilados para se obter o óleo essencial de zimbro, com certificação biológica ECOCERT.

Apaixonado por plantas e profundo conhecedor da madeira de zimbro, Jean-Louis Delfour, colhedor de zimbro, percorre os Alpes da Alta Provença para identificar os arbusto de zimbro escondidos na vegetação. Com olho experiente, é com facilidade que os descobre e os colhe para a L'OCCITANE.
«Esta árvore faz-me lembrar a minha infância, o odor desta madeira em particular, que o meu pai trabalhava na sua oficina, em Thiers. »

Sabia que?

A recolha de madeira de zimbro contribui para a manutenção e a conservação da vegetação provençal. 
De facto, com um crescimento bastante rápido, o zimbro tem tendência para se desenvolver em detrimento de outras espécies vegetais e favorece a propagação dos fogos florestais.

Angélica

A angélica é uma planta surpreendente. Esta planta ancestral da família das umbelíferas é conhecida pela sua grande vitalidade: ela cresce incrivelmente depressa e pode atingir os dois metros de altura no mês de maio, aquando da sua floração.
O seu segredo? As raízes grossas e profundas, como verdadeiros canais de irrigação, ajudam a sorver toda a água necessária ao seu crescimento.
A L'OCCITANE interessa-se particularmente pelas propriedades hidratantes e revitalizantes da angélica e responde às mulheres que desejam uma pele radiante.

Rastreabilidade

A L'OCCITANE abastece-se junto de Frédéric Nivon, produtor de angélica em Lapeyrouse Mornay, na região da Drôme.  «A Angélica é uma planta surpreendente que não pára de me maravilhar, mesmo depois de 12 anos a cultivá-la.» 
Há 70 anos, o seu avô instalou-se perto da aldeia de Lapeyrouse Mornay, na região de Drôme. Depois do seu avô e do seu pai, o Sr. Nivon tomou conta da exploração da família. Cultiva a angélica há 12 anos, planta que não pára de o surpreender pela sua vitalidade.
Em 2005, a angélica que explora para a L'OCCITANE recebeu a certificação de Agricultura Biológica. Segundo as especificações biológicas, não são utilizados quaisquer fertilizantes nem pesticidas químicos.  
Das suas raízes extrai-se o óleo essencial e a água de angélica biológicos.

Sabia que?

Chamada de «Erva dos Anjos» ou ainda «Raiz do Espírito Santo», as raízes da angélica era usadas como amuleto protetor para conjurar bruxarias e encantar os feiticeiros com o seu odor agradável.

Eficácia patenteada

Pela primeira vez em cosmética, o laboratório da L'OCCITANE patenteou a associação de 2 extratos retirados do cerne das raízes da angélica pela sua eficácia na hidratação e vitalidade da pele:

• Melhorando a circulação da água na pele, a água de angélica reforça a sua hidratação natural. 
• Protegendo-a dos radicais livres, o óleo essencial reforça a sua vitalidade, para uma pele que fica mais bela durante mais tempo.Hidratada de forma imediata e duradoura, a pele fica tonificada, macia e deslumbrante.

Rosa

Na antiguidade, as mulheres mediterrânicas usavam óleos nos quais maceravam pétalas de rosas para se perfumarem e conservarem a frescura e a beleza da sua pele.
As suas múltiplas facetas inspiraram uma coleção de três Eaux de Toilette, para todos os tons da feminidade, da mais romântica à mais misteriosa e envolvente.  

Rastreabilidade

Os perfumistas da L'OCCITANE utilizam um absoluto de Rosa Centifolia de Grasse, um concreto de Rosa Damascena de Marrocos e óleos essenciais de Rosa Damascena originária da Turquia e da Bulgária.

Sabia que?

As diferenças entre absoluto, concreto e óleo essencial:

• O óleo essencial é a fracção odorífera volátil extraída dos vegetais.  Um verdadeiro concentrado, obtém-se pela destilação do vapor de água das pétalas acabadas de serem colhidas à mão. 
• O concreto é obtido pela extracção de flores com solventes. São necessários 300 a 400kg de flores para produzir 1kg de concreto de rosa, e 4 a 5 toneladas para 1kg de óleo essencial!

• O absoluto é a essência obtida após o tratamento do concreto com álcool.

Eau de Toilette, rosa floral

A frescura delicada de um bouquet de rosas, o veludo das pétalas impregnadas de rosa. Na Provença, uma lenda conta que as filhas do Conde de Forcalquier, belas como as suas rosas preferidas, a rosa de Grasse, a rosa da Bulgária, a rosa de Marrocos e a rosa da Turquia, casaram cada uma com um rei. Marguerite, Eléonore, Sancie e Béatrix tornaram-se nas 4 Rainhas de Forcalquier. O perfume subtil das suas rosas preferidas está concentrado na Eau de Toilette 4 Reines, fresca, delicada e aveludada.

Lavanda

Apelidada de “ouro azul”, a lavanda canta toda a Provença. Ela é a alma fragrante da região, o fruto do trabalho respeitoso do homem.
Segundo a tradição, os provençais perambulavam as encostas soalheiras das montanhas, para colher a lavanda selvagem no mês de julho.
Na altura da colheita, instalavam-se durante vários dias ao ar livre e, à noite, encontravam-se para partilhar os segredos desta flor de verão, com propriedades relaxantes e purificantes.
Na Provença, é a lavanda fina, ou Lavandula Angustifolia, que produz o óleo essencial de lavanda mais puro, muito procurado pela subtileza do seu perfume.
Ela distingue-se do lavandim, que tem um odor forte a cânfora.

Rastreabilidade

A L'OCCITANE abastece-se do óleo essencial de lavanda fina D.O.P. (Denominação de Origem Protegida estatuto europeu de Denominação de Origem Controlada) da Alta Provença, directamente juntos das cooperativas de agricultores de Sault e arredores. As especificações da  D.O.P. da lavanda são bastante restritivas:
• Apenas os óleos essenciais obtidos com destilação a vapor de água das sumidades floridas de Lavandula Angustifolia P. Miller podem beneficiar da denominação de origem controlada.
• A zona geográfica de produção está limitada a algumas parcelas.
• No interior deste municípios, apenas as plantações localizadas a uma altitude mínima de 800 metros podem beneficiar da D.O.P.
• Os óleos essenciais que beneficiam da D.O.P. não podem ser adicionados ou misturados com quaisquer outros produtos ou substâncias enquanto forem vendidos com esta denominação.
Em Lagarde d'Apt, a mais de 1 000 metros de altitude, Martine Rayne, nascida no meio das lavandas, prossegue o trabalho dos seus avós.  «Aqui em Lagarde d’Apt, sempre houve lavandas selvagens. Todos os anos, colhemo-las para guardar as sementes e manter a diversidade desta espécie de lavanda. Nenhuma planta é igual à outra: este é um dos segredos das suas características excecionais.»

Sabia que?

O selo D.O.P. foi criado em 1981 para se combater a concorrência das essências estrangeiras. Este garante uma produção de grande qualidade.
• É preciso não confundir a alfazema fina com o lavandim, que é um híbrido da lavandula officinalis e da lavandula aspic, cuja essência é utilizada sobretudo para produtos de volume industrial (p. ex., produtos de limpeza doméstica, detergentes e cosméticos de produção em massa).

Água de Colónia, frescura aromática

Iluminada pela frescura radiante dos citrinos, a Eau de Toilette Lavanda é um perfume fresco e leve, com cativantes fragâncias amadeiradas e de almíscar. Esta eau de toilette é um hino ao verão, que captura toda a luminosidade da Alta Provença.

Verbena

A verbena é um arbusto típico da bacia do Mediterrâneo e é uma planta que faz parte do quotidiano das gentes do sul.
No mês de Junho, quando os cestos se enchem de folhas verdes acabadas de colher, a verbena perfuma os mercados do Mediterrâneo.
O seu aroma fresco e citrino espalha-se por toda a parte.
Durante o verão, quando o calor aumenta, as folhas são utilizadas para infusões geladas ou gelados ácidos.
Esta sensação refrescante encontra-se na colecção perfumada de verbena, uma gama de produtos viva e radiante para despertar o corpo e o espírito! 

Rastreabilidade

Remy Margiella, agricultor biológico com uma grande experiência em plantas medicinais, plantou 1 hectare de verbena biológica em Visan, na Drôme Provençale.  
A partir das folhas secas, produzem-se águas florais e macerados oleosos que entram na composição dos produtos da gama Verbena da L'OCCITANE.
«Fazemos duas colheitas de verbena: uma primeira no início do verão e a segunda nos primeiros dias do outono.»

Sabia que?

Apelidada de «erva dos encantamentos», a verbena era a planta preferida dos mágicos, que dela se serviam para preparar poções de amor. Um outro nome para a verbena é «erva para todos os males»: de facto, a verbena faz parte dos remédios universais ou «panaceias».

Eau de toilette, verde cítrico

Um aroma cítrico refrescante que gera unanimidade. A Eau de Toilette Verbena inspira-se nos mercados mediterrânicos onde as folhas verdes da verbena acabadas de colher difundem o seu aroma revigorante. Um perfume delicado e subtil que reaviva o corpo e o espírito.

Flores de Cerejeira

«É por se soltarem aos primeiros ventos que as flores de cerejeira são tão raras e preciosas na primavera», Olivier Baussan.
A cerejeira é uma árvore típica da paisagem provençal. Muito presente na região d'Apt, no Luberon, a cerejeira marca o ritmo das estações com as suas mudanças de cores, tornando-se uma fonte de inspiração para os artistas: branco imaculado na primavera, vermelho vivo no verão e verde morno no outono.
A L'OCCITANE celebra a poesia das flores de cerejeira, tão belas na sua brancura efémera dos primeiros dias de primavera.

Rastreabilidade

O extracto de cereja utilizado pela L'OCCITANE nos seus produtos Flores de Cerejeira provém do Luberon. A cerejeira é tradicionalmente cultivada nessa região para produzir frutos cristalizados.

Eau de Toilette, floral frutada

Esta eau de toilette feminina e poética evoca toda a suavidade e a frescura de um vento de flores na primavera.

Peónia

A peónia é uma flor bastante popular que cresce em estado selvagem por todo o litoral mediterrânico.
Muito antes de ser apreciada como uma planta decorativa, ela já era conhecida pelas suas propriedades medicinais e era objeto de culto na antiguidade.
Símbolo de beleza, proporciona na primavera, em abril e maio, um espetáculo deslumbrante de cores e de perfumes. 
Esta flor de mil pétalas inspirou a nova coleção de perfumes e maquilhagem da L'OCCITANE.

Rastreabilidade

Para compreender os aromas secretos da peónia, a L'OCCITANE criou uma parceria exclusiva com o proprietário de uma estufa estabelecido no centro da Drôme Provençal: Jean-Luc Rivière - um apaixonado da peónia - cuja família investe no cultivo e na criação de novas variedades desde há 160 anos.
Seguindo os conselhos do Sr. Rivière, a L'OCCITANE desenvolveu um extracto natural de peónia a partir das raízes das flores, que constitui o aroma dos produtos da colecção. 
«Não é difícil ter tanto apreço por uma planta que tem tanto valor», Jean-Luc Rivière, proprietário da estufa na Drôme.

Sabia que?

• A peónia só revela a sua beleza a quem a merece... Numa estufa, desde a semente até ao desabrochar da primeira flor, passam longos anos: 5 a 7 anos!
• Uma mesma planta pode produzir até 60 flores.
E as corolas mais generosas podem medir 30 cm de diâmetro!

Eau de Toilette, verde floral

O perfume floral generoso de uma peónia, que desponta na frescura verde de uma estufa numa manhã de primavera.
A eau de toilette captura a aura subtil da peónia no melhor momento da eclosão, num perfume florido generoso permeado de uma frescura verde. A combinação de notas frescas e luminosas, de um punhado de pétalas de peónia e de traço suavizado pelo sândalo e pelo almíscar branco.